Imosec: tudo o que você precisa saber

Tempo de leitura: 5 minutos

Desde que eu operei, em 2013, faço uso de Imosec constantemente.

Venho tentando suspender o uso do remédio com dieta, mas ainda não consegui eliminá-lo por completo. Atualmente, uso o genérico (Cloridrato de Loperamida) e tenho que comprá-lo, pois os SUS não disponibiliza gratuitamente.

Devido à retirada de grande parte do meu intestino delgado (incluindo o íleo terminal), minha absorção é reduzida e o trânsito intestinal mais curto, resultando em maior quantidade de fezes líquidas e, consequentemente, mais idas ao banheiro por dia.

Este artigo tem por objetivo explicar de forma simples e fácil o que é o Imosec e pra que ele serve, bem como seus principais efeitos colaterais.

O que é o Imosec?

É um medicamento que diminui o ritmo da digestão e permite ao intestino delgado ter mais tempo para absorver os fluídos e nutrientes dos alimentos ingeridos.

É usado para tratar a diarreia. Também é usado para reduzir a quantidade de fezes em pessoas que se submeteram à ileostomia.

Segurança

A Loperamida é aprovada pelo FDA (Food & Drugs Administration dos EUA) para ajudar a controlar os sintomas da diarreia, incluindo a diarreia do viajante (por isso muita gente que viaja leva Imosec na mala).

A dose máxima aprovada pelo FDA é de 16 mg por dia (8 comprimidos) e prescritos por um médico. A recomendação é igual no Brasil, em que a bula do Imosec sugere a dose máxima de 16 mg ao dia.

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) chegou a proibir a venda sem receita médica (venda de balcão) do Imosec, similares e genérico em todo o território nacional, mas a proibição foi retirada.

Porém, é importante citar que o uso em doses excessivas de loperamida podem resultar em sérios eventos cardíacos adversos. Para os casos de abuso, entretanto, os estudos e relatos indicam que os pacientes frequentemente usaram outras drogas em conjunto com a loperamide, ocasionando um aumento da absorção e aumentando seus efeitos colaterais.

É também importante dizer que o uso da loperamida (e de qualquer medicamento) deve ser suspenso em caso de suspeita de toxicidade.

Contraindicações

O Imosec é contraindicado para pessoas com dores estomacais com ausência de diarreia, fezes com sangramentos, diarreia com febre alta ou diarreia causada por infecção bacteriana ou se estiver fazendo uso de antibióticos.

Não tome mais que a dose recomendada. Mau uso de Imosec pode causar sérios problemas cardíacos que podem ser fatais.

Também pode causar sérios problemas cardíacos se usado com outros medicamentos.

Use Imosec apenas com supervisão e conhecimento do seu médico.

Uso de Imosec na gravidez

Não há conclusões se Imosec (Loperamida) prejudica o feto. Portanto, não utilize este medicamento sem a supervisão de um médico se estiver grávida.

Imosec pode passar para o leite materno e prejudicar o aleitamento. Portanto, mulheres não devem amamentar enquanto estiverem tomando Imosec.

Tenha uma boa relação com seu médico e sempre conte a ele sobre uma eventual gravidez.

Informações importantes

Evite beber água tônica! Ela pode interagir com o Imosec (Loperamida) e causar problemas cardíacos.

Imosec pode ainda prejudicar o seu pensamento ou reações. Tenha cuidado se você dirigir ou fazer qualquer coisa que exija que você esteja alerta.

Medicamentos antibióticos podem causar diarreia, sinalizando uma infecção. Se você estiver tomando antibióticos e tiver diarreia aquosa ou com sangue, avise seu médico imediatamente.

Nunca use Imosec para parar uma diarreia sem o conhecimento de seu médico!

Efeitos colaterais

Obtenha ajuda médica imediatamente (emergência) se tiver sinais de uma reacção alérgica como urticária, dificuldade ao respirar, inchaço no rosto, lábios, língua ou garganta.

Pare de tomar Imosec e avise seu médico imediatamente se apresentar alguns destes sintomas:

– Cefaléia com dor torácica e tontura severa
– Sensação de tonturas, como se fosse desmaiar
– Batimentos cardíacos rápidos ou palpitantes
– Dor de estômago ou inchaço;
– Piora da diarreia;
– Diarreia aquosa ou com sangue
– Reação cutânea grave – febre, dor de garganta, inchaço no rosto ou na língua, queimação nos olhos, dor de pele seguida de erupção cutânea vermelha ou púrpura que se espalha (especialmente na face ou parte superior do corpo), bolhas e descamação.

Outros efeitos frequentes podem incluir:

– Tonturas, sonolência;
– Boca seca;
– Prisão de ventre;
– Desconforto estomacal;
– Náusea e vômito.

Avisos

Não use Imosec sem o conhecimento e supervisão de um médico.

O Imosec pode não ser adequado para pessoas com obstrução intestinal, dor abdominal sem diarreia, fezes com sangue ou muco.

Se você estiver usando um medicamento genérico, avise seu médico ou entre em contato com o laboratório caso você tenha fenilcetonúria, pois alguns comprimidos de loperamida podem conter aspartame ou fenilalanina.

Imosec (Loperamida) pode interagir com alguns medicamentos usados ​​para tratar o HIV.

Conclusão

Apesar de eu usar Imosec diariamente por mais de 3 anos, meu médico tem conhecimento do fato e eu não recomendo que você o faça sem o conhecimento do seu médico.

Há muita controvérsia sobre a segurança do uso de Imosec, tanto que durante um tempo a venda era permitida apenas com apresentação de receita médica, conforme eu já citei.

A dose máxima permitida (e estudada) é de 16mg ao dia, o que é muito, pois equivale a 8 comprimidos. Doses bem menores já são capazes de solucionar o problema da diarreia.

Este artigo foi apenas uma apresentação do medicamente para fins informativos.

E você? Já usou? Deixe seu comentário aqui embaixo e nos conte como foi. 🙂