Ex-NFL treina para meia maratona da Fundação de Crohn e Colite

Tempo de leitura: 4 minutos

Miami Dolphins

Nas 12 temporadas na NFL – incluindo nove jogando pelo Miami Dolphins – o cornerback Sam Madison praticava mas de 5 horas por dia para conseguir correr e agarrar os wide receivers do time adversário.

Depois de se aposentar, ele permaneceu ativo, mas mudou a rotina. Na verdade, ele não levantou pesos em quase quatro anos, o que o levou a perder 10 kg de massa muscular, mesmo se exercitando diariamente.

Madison, que ao longo do ano treina jogadores de futebol que sonham em jogar profissionalmente, concentra-se em movimentos funcionais, utilizando o peso corporal para a resistência ao invés de de placas de ferro na sala de musculação.

E ele aumentou sua resistência. Junto com a esposa Saskia, ele está treinando para completar uma meia maratona promovida pela CCFA (Team Challenge Napa-to-Sonoma Wine Country Half Marathon) no dia 21 de julho. Saskia é portadora de doença de Crohn.

A seguir, uma pequena entrevista realizada pelo correspondente do Sun Sentinel, David Raterman.

Sam Madison jogando pelo Miami Dolphins
Sam Madison jogando pelo Miami Dolphins

DR: Por que você se mantém em forma?

SM: Primeiro de tudo, eu tenho sido um atleta profissional que joga em alto nível há 12 anos. E então, de repente, passei a ser um pai com as crianças que precisam de sua atenção. Então, eu estou fazendo isso para eles, e para nós mesmos [com minha esposa].

DR: Qual sua rotina e exercícios?

SM: Eu trabalho praticamente cinco dias por semana. Nos campos de treinamento eu ensino às quartas-feiras e às sextas-feiras. E depois da aula de spinning na segunda-feira, eu corro 4 a 5 milhas. Eu também treino crianças no ensino médio e na faculdade, então me mantenho ativo com eles.

DR: Qual é a sua rotina de exercícios fora dos campos de treinamento?

SM: Com os jovens universitários durante todo o ano treinamos agilidade, velocidade, polichinelos, abdominais, chutes, socos no ar. Eu tento me concentrar no core: abs, flexões e treinos funcionais com o peso do corpo, porque no final do dia você não estará levantando pesos, mas empurrando seu corpo. É como levantar sacos de supermercado e até mesmo pegar as crianças. Minha esposa é instrutora de spinning, ensinando às segundas-feiras, então eu faço isso. Ela me ajuda, preparando-me para a corrida.

DR: Tem algum problema físicos que impede o seu exercício?

SM: No final da minha carreira, no meu 12º ano, eu quebrei o tornozelo e tentei jogar novamente, fiz reabilitação por mais de nove meses. Eu tenho um velho músculo lesionado na parte superior das costas e os ossos lascados no meu cotovelo. Pequenas lesões irritantes.

DR: Então, sua família mantém a forma?

SM: Minha esposa treina com as equipes da CCFA (Fundação Americana de Crohn& Colite), além das aulas de spinning. Nós treinamos juntos às quartas-feiras e às sextas-feiras no campo de treinamento e também corremos nas do Vista View Park. Nós corremos muito juntos, mas treinamos separados para a meia maratona. Eu ainda tenho um parafuso no meu tornozelo, então não posso treinar no concreto, por isso treino muito na grama.

Meu irmão treina muito muito. Meu filho de 10 anos começou a treinar futebol americano e minha filha, que tem 8 anos, faz ginástica e dança.

DR: Você fuma ou tem outros vícios de saúde?

SM: Fumo cigarro, mas tudo é moderado, porque você tem que se levantar de manhã.

DR: Qual é a sua dieta diária típica?

SM: Isso varia. Alguns anos atrás, descobri que eu sou intolerante à lactose, então não posso beber muito leite, mas como eu preciso de proteína, bebo um shake de proteína de manhã. Em seguida, um lanche, com diferentes frutas. Eu carrego sanduíches de pão integral e peru durante todo o dia.

DR: Toma vitaminas?

SM: Eu sou porta-voz da 4Life e tomo seus packs multivitamínicos para homens todos os dias. Tudo que eu preciso está no pack, então eu não tenho que descobrir o que eu preciso: óleo de peixe, vitaminas.

Sam Madison tem 39 anos, mora em Davie (Flórida).

Fonte: Former Dolphin training for Crohn’s half marathon